Enquanto isso, numa delegacia de polícia… (EPÍLOGO)

by

Clique aqui para ler o CAPÍTULO 1

Clique aqui para ler o CAPÍTULO 2

Clique aqui para ler o CAPÍTULO 3

Clique aqui para ler o CAPÍTULO 4

——————————————————-

Desprezado pelos COPS, ignorado pelos amigos e ridicularizado pelos colegas corruptos de periodismo, Chapaulinho Querelado andava de um lado a outro de sua nababesca sala no megaportal Mídia Sem Média, tentando encontrar uma saída que culminasse na prisão dos malfeitores da “organização”, o que, finalmente, tornaria seu trabalho incansável em prol da VERDADE mundialmente admirado por nobres, suseranos ou vassalos do poder corrompido: prêmios Ford-Aceesp (chupa, mentiroso nato!), Esso, Pulitzer e a porra toda! Seria entrevistado no “Bola da Vez” da ESPN, com Juquinha “lambendo a cria” na bancada, todo pimpão! Ahhh… Finalmente, o reconhecimento! Não seria mais barrado na porta da CBN por aquele vassalinho da portaria corrompida, nem precisaria usar sua tekpix por baixo da blusa para ilustrar suas matérias! Mas, COMO fazer este sonho de ser o Andrew Jennings brasileiro tornar-se realidade? Esta era a pergunta que não calava em suas anteninhas de vinil que captam a presença do inimigo.

Pegou sua CG 125/1989 e partiu para o DP disposto a dar um xeque-mate naquele delegado indolente:

– E aí, Escriba, belê? Cadê o delegas?

O Escrivão nem levantou a cabeça, enjoado que estava daquele língua presa e suas doideiras:

– Doutor, é 13 no balcão!

O delegado olhou pelo vidro e já saiu berrando:

– ô, “Periodista”, teu inquérito já saiu daqui, malandro! Agora a bola tá com o juiz e com o promotor. Passar bem! Vaza!

– Rá! Finalmente, hein delegas? Depois eu volto aqui pra te contar as novid…

– VAZA, CATZO, VAAAAZA!

Chapaulinho não compreendia a irritação do delegado, mas isso agora não importava: o plano era chamar o amigo Promotor prum “teti-a-teti” (sic), explicar como age a turma do braço curto e, certamente, a sonhada cana pros mafiosos do Corinthians seria questão de horas. Horas, não, que a justiça é lenta, né? dias, mas POUCOS dias, que o caso é grave e O DENUNCIANTE TEM CREDIBILIDADE. Rá!

– Por favor, senhora, poderia chamar o Promotor Jequiti?

– Ele está despachando. Quer deixar encomenda, pode deixar comigo.

– A senhora não entendeu: eu sou PARTE em um processo que vai abalar as estruturas da república! Sou o periodista Chapaulinho Querelado, do blog do Chapaulinho e do site Míd…

– Xiiii… Só um momentinho. Aguarde ali sentado, por favor.

– Promotor Jequiti, tem um rapaz que disse ser parte em um processo que está com o senhor para emitir parecer…

– Izildinha, já te falei umas 500 vezes que não vou atender qualquer um aqui. E se o cara é um bandido?

– Sim, senhor, mas ele passou pela segurança e disse que era periodista… Tipo estranho, né? Nem argentino é, mas não diz “sou jornalista”, é “period…”

– Tá, se ele tiver credencial de imprensa, eu atendo. Se não tiver, anota o número do inquérito que eu olho aqui na pilha e te passo uma posição.

A secretária volta à mesa:

– Senhor Chapaulinho, o senhor tem credencial da imprensa?

– Óbvio, olha aqui! (mostra sua carteirinha da ACEESP, toda amassada)

Hmmm, vejamos… Associação dos Cronistas Esporti… Ah, senhor, deixa pra lá! O Dr. Jequiti pediu pro senhor dar o número do inquérito policial que ele vai passar uma posição sobre o seu caso.

– Rá! Mas isso não adianta nada, eu PRECISO falar com ele, Dona! Senão, ele não vai entender nada, o delegado foi muito incompetente e fez tudo errado! E tenho mais provas bombásticas aqui!

– Entendo, sr. (começa a rir)… O número, por favor?

– Hunf! Tá aqui!

Izildinha leva o número ao promotor, que revira sua vasta pilha:

– 987/09, 1019/10… Pronto, achei! Vejamos: “art. 147, indiciado sr. Araponga, testemunha SixMillion, interceptação telefônica realizada com uso de telefone celular fornecido graciosamente pelo indiciado à vítima…” O QUÊÊ? CÊ TÁ DIBRINCADEEERA! MAS É UM BRINCALHÃO! um FANFARRÃO! Peraí que eu já dou JÁ um jeito nisso:

“PELO EXPOSTO, ANTE A MANIFESTA AUSÊNCIA DE ELEMENTOS DE PROVA E/OU INDÍCIOS TIPIFICADORES DA CONDUTA DENUNCIADA PELO OFENDIDO, OPINO PELO ARQUIVAMENTO DO PRESENTE INQUÉRITO POLICIAL.”

– Izildinha, bate esse despacho aqui, informa ao rapazinho e BOTA ELE PRA FORA daqui. Temos muito mais o que fazer. É cada uma que me aparece, viu?

—————————————

* Diversas passagens, citações (e o próprio nome do nosso herói!) foram inspirados/plagiados na caradura em homenagem à obra de um dos maiores humoristas do século XX – e que nos faz rir até hoje! -: Roberto Gomes Bolaños, criador do genial Chaves/Chapolim/Dr. Chapatim e muitos outros personagens.  O resto vai por conta do humor involuntário e abundante que nos propicia diariamente o grande periodista investigativo. Obrigado pela paciência e a audiência da “novela” aos vassalos que sempre contribuem com “este espaço”. Não com “donates” ou pagamentos escusos, mas com comentários sensacionais e grandes dicas de posts, o que nos inspira e nos motiva cada vez mais. Afinal, “este espaço” é de toda a vassalagem, a gente só faz botar na tela. Valeu.

Anúncios

8 Respostas to “Enquanto isso, numa delegacia de polícia… (EPÍLOGO)”

  1. Marco ACT Says:

    Ficou muito bom, rendeu várias risadas

    Mais um toco pra conta, aproventiando mais uma denúncia do periodista motoblogayro em “Comissão do CORI começa a investigar denúncia de irregularidades no Departamento de Futebol do Corinthians”:

    Marcão disse:
    14 de setembro de 2010 às 13:11

    Vc não vira o disco né?

    Cara chato

    [Responder]

    vassalinho Resposta:Your comment is awaiting moderation.
    setembro 14th, 2010 as 16:10

    Daqui a pouco ele volta a escrever sobre o Araponga Arapongado

    Louco é pouco

  2. Henrique Says:

    Parabéns pela novela! Acabo de reler os capítulos e estou rindo como se fosse a primeira vez que tivesse lido cada um deles.

    Sugiro que quando publicarem a próxima (por favor, façam outras!) os capítulos sejam intercalados com posts do 1nho fazendo merchan de produtos e serviços que ele “não pode viver sem”. Hahaha.

    LONG LIVE NO CU DOS JUQUINHAS!

  3. Ricardo Says:

    Ótima novela, parabéns. O mais próximo que ele chega de um prêmio Esso é quando ele vai no posto abastecer a CG. 🙂

  4. Marcelo Firmiano Says:

    Caras vcs são otimos,dei muitaas risadas com a saga do maluquete.

  5. DeMaior Says:

    Parabéns aos criadores dos textos, com belas passagens e diálogos impagáveis, proporcionando-nos uma diversão inteligente e sutil. Mas que é uma covardia, isto é! Juntar autores deste quilate para se divertir as custas de um rapaz abandonado QI 80, com CG 125 e que quer destruir o mundo. Grande literatura, a vida imita a arte!

  6. Marcio Parra Says:

    Moçada: PARABÉNS!!!! Vocês andam se superando….eu sei que o “cara” ajuda, afinal está cada dia mais louco, mas vocês também andam arrasando por aqui…continuem com o bom humor sempre!!!!

  7. Fernando Says:

    Hahahaha!!!!!!
    Pagaria pra ver a cara do “periodista” ao ler um despacho dessa natureza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: